News
Presidente Da Alphabet Revela O Que Uma Corporação Necessita Pra Virar O "próximo Google" - delucas Presidente Da Alphabet Revela O Que Uma Corporação Necessita Pra Virar O "próximo Google"

delucas — Presidente Da Alphabet Revela O Que Uma Corporação Necessita Pra Virar O "próximo Google"


Oito Sinais De Que Teu CEO Tem Uma Visão Antiquada Do Marketing


São Paulo - Ana Maria Junqueira, de 31 anos, conta que a toda a hora gostou de digitar. No escritório de advocacia onde trabalhava, isso significava redigir cláusulas e contratos. Hoje, Ana continua vivendo de publicar, mas neste momento a respeito outro cenário: as viagens que ela coleciona ao redor do universo. Os relatos de Ana estão no Magari Blu, site que começou quando fazia um mestrado na Itália, em 2011, depois de seis anos em um extenso escritório de advocacia (o nome do projeto vem de uma música do italiano Lucio Dalla).


“Tinha bastante tempo livre e lancei um website, onde compartilhava novas crônicas da Itália e dicas de viagem. No ano seguinte, retornei ao Brasil, voltei ao meu emprego e continuei esse projeto em paralelo. Era uma coisa que me dava muito entusiasmo e eu não queria terminar com isso”. A empreendedora começou a se aprontar e contratou uma agência para desenvolver uma nova identidade visual para a página. Em fevereiro de 2013, Ana pediu demissão do emprego em advocacia e lançou para valer o website, que não era mais um menor website.


Segundo ela, o Magari Blu deveu-se mais a uma paixão do que a uma estratégia. “Foi um projeto de peculiaridade de vida, para fazer uma coisa que eu amo. Começou como um blog bem despretensioso. Mas a audiência foi crescendo e o nicho de turismo passou a ser mais conhecido. Vi que tinha um mercado em que poderia obter dinheiro e trabalhar com uma coisa que realmente gostava e acreditava, tendo meu respectivo negócio”.



  • Preencha todo o perfil


  • cinquenta e sete Mariano Julio


  • 221 Eu, outra vez


  • 35 Remoção do estatuto de administrador do usuário Érico


  • Anunciar a marca (77,4%)


  • 5- Há quanto tempo estão ativos


  • 3 História das ICOs




Contudo como é abandonar uma carreira estável e transformar o hobby em realidade? A primeira preocupação foi orçamentária. “Além de ter preparado o website, fui me idealizando financeiramente. Foi uma decisão bem pensada, eu de fato economizei”, diz Ana. Depois, vieram os comentários alheios. “No início, as considerações foram bem divididas, por causa de eu de imediato tinha uma carreira estabilizada e estava crescendo no escritório de advocacia.


No entanto, conforme o projeto foi se concretizando, as pessoas passaram a me apoiar”. Pouco mais de um ano após lançar de forma oficial o site Magari Blu, Ana percebeu que havia uma busca por serviços mais exclusivos, além das postagens. Hoje, a página fornece serviços feitos por agências de viagens, como socorrer com trâmites e produzir programações turísticas.


“Eu decidi incluir essa atividade porque tinha muita procura de leitores que queriam socorro pra fazer roteiros. Eu sempre dei atenção e fazia roteiros escritos. Aí, veio naturalmente a ideia de fazer esse serviço como quota do meu negócio”. De acordo com a empreendedora, a programação personalizada faz muito sucesso, principlamente com os freguêses que neste instante testaram as dicas postadas pela página. Ana não fala em valores absolutos de faturamento, no entanto reitera que, com a inclusão desses serviços, o desenvolvimento no faturamento foi de 200%, comparando com o dinheiro que vinha somente de publicidade. O público-alvo do Magari Blu são os viajantes que procuram um enxergar nativo do lugar de viagem, fora dos roteiros frequentados por muitos turistas.


“Fazemos uma consultoria para compreender o perfil do comprador, que podes ser bem diverso, e tentamos agradar e fazer programações relevantes. Mesmo tendo muito acesso às informações na web, é trabalhoso saber qual hotel você realmente desejaria mais, o que tem mais a enxergar com teu modo e qual é melhor localizado”. Para preservar esse olhar nativo com várias posts, há 2 anos Ana começou a buscar colaboradores de diversas partes do mundo.


Hoje, são 14 escritores, em locais como São Paulo, Ilhéus, Rio de Janeiro, Buenos Aires, Miami, Nova York, Califórnia, Barcelona, Paris e Dubai. Qualquer um detém uma coluna e apresenta dicas do destino onde mora ou de alguma temática que tenha a olhar com o mundo do turismo. “Normalmente, essas pessoas nos procuram, por já conhecerem o blog.

© delucas 03 Jul 2018 08:32 pm